Culinária árabe para vegetarianos

Restaurante Abuzuz

A cada dia sobe mais o número de adeptos da dieta vegetariana no mundo.  No Brasil essa tendência também é crescente. A principal motivação para a população adotar essa dieta, principalmente entre os mais jovens, é a preocupação com uma alimentação saudável e o impacto ambiental.

A culinária árabe, uma das mais ricas em sabores, texturas e benefícios para a saúde, vem ao encontro desse pensamento já que disponibiliza uma grande variedade de receitas vegetarianas e acaba sendo uma opção natural para os seguidores desta dieta.

Entre as opções veganas que você encontra no Restaurante Abuzuz estão:

– O tabule preparado com trigo, salsinha, tomate e cebola é nutritivo e saboroso.

– O fatuche preparado com alface, tomate, pepino, cebola, pão sírio torrado e somac (tempero) é uma opção refrescante e saudável para os dias de calor.

– A salada Oriental feita com alface, tomate, pepino e cebola.

– A salada mista com alface, tomate, pepino, palmito e cebola.

-A salada Juliana elaborada com alface americana, rúcula, tomate caqui, palmito e parmesão.

– O falafel são bolinhos fritos de fava e grão de bico, coentro e tempero especial.

Sanduíche de falafel tem bolinhos fritos de grão de bico e fava, alface, conservas e taratur no pão sírio.

Lanche de coalhada seca. No pão sírio acrescenta-se coalhada seca, pepino, tomate, hortelã e azeitona.

– O trio de pastas com o homus preparado com grão de bico, o babaganuj feito com berinjela  e a coalhada seca acompanhados de pão sírio é uma boa pedida.

Arroz com lentilha é benéfica para a saúde já que esse grão é rico em fibra e ferro.

– As esfihas de queijo, escarola, zaatar e coalhada podem funcionar como uma refeição ou lanche rápido.

Qual o seu pedido no Restaurante Abu-Zuz?

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

 

Anúncios

A Lenda do Café

Reprodução - Restaurante Abuzuz

 

Corre uma lenda sobre as origens do café contando que, num dado momento do século II, na cidade de Kaffa, região da atual Etiópia, perturbado com o sumiço de algumas de suas cabras, Kaldi, um responsável pastor, resolve sair à procura do restante de seu rebanho. Qual não foi sua surpresa quando encontrou seus animais tomados por uma grande agitação. Conta-se que ele ficou intrigado com a vitalidade das cabras, que comiam folhas e frutos de um arbusto comum nas montanhas abissínias. Elas estavam saltitantes e conseguiam percorrer longas distâncias sem demonstrar sinais de cansaço ou qualquer outra reação.

Kaldi deduziu, então, que o que dera a grande energia a suas cabras fora aquela estranha e nova planta repleta de pequenos frutos vermelhos. Ele havia descoberto o valor estimulante do café. Para observar melhor, kaldi passou a alimentar o rebanho com os tais frutos vermelhos e, ao final de alguns dias, também quis experimentá-los.

O pastor gostou do efeito estimulante que os frutos proporcionaram. Sentiu-se alegre, bem disposto, e passou a mascar café todos os dias, principalmente para resistir ao sono das noites de oração. Ele contou sua descoberta para alguns monges do monastério local. Mas, como as reações não foram favoráveis, ele resolveu atear fogo aos frutos, convencido de que seus efeitos eram “obras do demônio”. O aroma exalado pelos frutos torrados nas chamas atraiu muitos curiosos, que estavam interessados em descobrir o que estava provocando aquele maravilhoso aroma no ar. Os monges, então, resolveram recolher os grãos de café das cinzas. Esmagaram tais grãos e realizaram sua imersão em água quente, para ver que tipo de bebida obteriam. Os monges logo descobriram que o preparado os mantinha acordados durante as rezas e períodos de meditação. Notícias dos maravilhosos poderes da bebida espalharam-se de mosteiro em mosteiro, e assim, aos poucos se espalharam por todo o mundo.

 

Venha saborear um delicioso café puro, com doces ou salgados no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Shawarma de carne ou frango?

Shawarma de carne e frango: porção e lanche no pão sírio

 

Pioneiro no restaurante Abuzuz e em São Paulo, o shawarma pode ser servido no prato, como aperitivo para acompanhar o Arak, tradicional bebida do Líbano com sabor de anis, (ou qualquer outra bebida alcoólica), ou em forma de lanche, no pão sírio. O shawarma é um lanche montado com lascas de frango ou carne bovina, assados em um espeto vertical e servido no pão sírio.

O segredo do shawarma está na marinada e no cozimento da carne que é colocada crua em um espeto vertical rotativo onde fica por várias horas para assar. Como ele gira, a carne é cozida por uma fonte de calor que está localizada atrás do espeto. Com uma faca grande e afiada a carne é cortada em lascas para montar o shawarma.

No shawarma de carne, adiciona-se molho de tahine (pasta feita de sementes de gergelim), conserva de pepino, tomate e salsinha picada com cebola e sumak (especiaria bastante utilizada na culinária do Oriente Médio).  Já o shawarma de frango é servido com pasta de alho e batata frita além do tomate, alface e conserva de pepino.

Venha experimentar essa delícia no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no

Instagram (@restauranteabuzuz)

Sejam bem-vindos!

veja

O Restaurante Abuzuz está pronto para receber turistas nacionais e internacionais que vão circular por nosso país no período da Copa do Mundo. Motivos para conhecer esse espaço gastronômico é que não faltam. Os pratos além de ter o sabor e a alma do oriente também mesclam com maestria ingredientes da culinária brasileira e árabe. Um bom exemplo é a feijoada de cordeiro.

O restaurante está localizado na zona leste, caminho do Itaquerão, onde acontecerão muitos jogos. De carro ou de trem o restaurante pode ser uma opção de passeio para quem desejar conhecer o bairro do Brás, o maior polo de confecção e moda do país, antes de um jogo. E celebrar esse momento com uma refeição inesquecível.  O restaurante além de pratos serve também deliciosos lanches no pão sírio, como o shawarma de carne ou frango, um grande sucesso da casa.

Além de um cardápio, os proprietários Pierre e Mari Moujaes, grandes anfitriões, falam inglês, francês e árabe, perfeito para quem quiser saborear os pratos e conhecer um pouco da preparação de cada um.

 

Para conhecer melhor o nosso cardápio acesse o site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

 

Kanafeh: doce sírio de macarrão

Kanafeh - Restaurante Abuzuz

Os sabores fortes, bem temperados, fazem parte da culinária árabe. E com os doces não é diferente.

A presença de vários tipos de castanhas que já possuem um sabor encorpado por si só, como nozes, amêndoas, avelãs, pistache, frutas secas como tâmaras, uvas-passas e ameixas, fornece um gosto especial e requintado às deliciosas sobremesas orientais.

O kanafeh é um doce sírio feito de macarrão bem fininho, tipo cabelo de anjo, recheado com castanha (nozes, pistache ou amêndoas, que são as mais comuns) e coberto com muito mel. Ainda há kanafeh recheado com damasco ou outras frutas secas e até ricota.

Os formatos deste delicioso doce também variam. Podem ser em ninho, triangulares, quadrados ou em forma de tubo.

Apesar do forte sabor, as sobremesas sírias não são muito doces, o que torna o seu sabor ainda mais agradável e combina sempre com um bom café.

Venha experimentar as variedades de kanafeh no Restaurante Abu-Zuz.

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

Coma bem e compre bem!

Mapa do Brás

O bairro do Brás, no coração da maior cidade do país, é um dos principais centros comerciais de São Paulo.

Pelas famosas ruas Oriente, Miller e tantas outras, passam por dia pessoas vindas de todos os cantos do país! É comum andar pelas ruas do Brás e ver inúmeras sacolas balançando para lá e para cá, e sacolas enormes, cheias de roupas!

Sim, o forte deste bairro, que surgiu com a imigração dos italianos, são as roupas muito baratas. Lojas de atacado e varejo tomam conta de ruas, galerias e até shopping centers.

E é pensando nas sacoleiras e sabendo que não é fácil aguentar o “bate-perna” procurando o menor preço e carregando as mercadorias que não são nada leves, o Restaurante Abu-Zuz, especializado em cozinha libanesa, fica aberto desde cedo, servindo um delicioso e reforçado café da manhã e um almoço especial a cada dia.

Vai às compras? Reserve um tempo para experimentar as delícias do oriente! Passe no número 622 da Rua Miler, o endereço do Restaurante Abu-Zuz! Anote aí e boas compras!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

Esfiha de Zatar!

Esfiha Zatar

A maioria de nós conhece (e adora) as esfihas mais comuns: de carne, queijo, calabresa, escarola. Quando elas estão ali expostas na vitrine, dá água na boca.

Mas do que é feita aquela esfiha que tem um recheio diferente? Mais escuro. Só nos verdadeiros restaurantes árabes você vai encontrar a tradicional esfiha de zatar (ou za’atar, zaatar, zattar).

O zatar é um tempero muito parecido com o tomilho, no sabor, e é composto por pimenta, sumagre e gergelim e alfafa. O sabor é forte e picante.

No Líbano e na Síria, é comum as pessoas misturarem zatar e azeite em uma tigela e molharem pão, um petisco típico do café da manhã. E é por isso que no Restaurante Abu-Zuz, a esfiha de zatar é servida até às 11h, com uma rodela de tomate e um fio de azeite.

Se você adora explorar novos paladares, experimente!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)