Lahambajin – uma esfiha gigante!

Lahambajin – uma esfiha gigante!

De segunda à sábado, até as 11h, o Restaurante Abu-Zuz serve para o café da manhã a Lahambajin, uma enorme esfiha de carne do tamanho de uma pizza brotinho!

É tradicional enrolá-la como um kebab e comer quentinha, recém-saída do forno, acompanhada do airan, uma coalhada fresca batida com gelo e sal. É muito refrescante!

Vai às compras cedinho? Passe no Restaurante Abu-Zuz e tome um belo café da manhã com a deliciosa Lahambajin.

Boas compras!

 

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

Que tal um Tabule fresquinho?

 

Tabule

O tabule é uma típica salada da culinária sírio-libanesa que geralmente é degustada para abrir o apetite, como aperitivo antes das refeições.

O ingrediente predominante no tabule é a salsa picada. Na receita tradicional, adiciona-se o trigo, o tomate e a cebola.

No tempero, vai azeite, sal e limão. Ao tabule, dependendo da região, pode-se acrescentar folhas de alface ou repolho.

Você ainda não provou o Tabule do Restaurante Abu-Zuz? Então corra!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Que tal um espetinho de Kafta?

Kafta

A kafta ou cafta é um delícia típica da culinária árabe. Lembra um pouco almôndega, pela consistência, mas é um pouco mais firme. A Kafta pode ser servida no prato ou no espeto e aquele sabor especial vem do tempero que contém cominho, orégano, salsa, canela e até azeitona.

Mmmmmm, venha experimentar no Restaurante Abu-Zuz o Araes, um lanche com kafta crua, cebola e tomate na chapa, ou espeto de kafta, e ainda os combinados. Você não sabe o que está perdendo!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

A história da esfiha

Esfiha

Você sabia que a esfiha era nada mais que um pão coberto com carne, tradicionalmente de carneiro, e cebola? Isso foi há muitos anos na Síria e no Líbano, e daí nasceu a ideia da esfiha aberta, aquela famosa massinha redonda parecida com uma pizza.

Os imigrantes árabes espalharam esta delícia pelos outros países do Oriente Médio, chegando até o Ocidente e, claro, ao Brasil, onde é muito popular.

Com o passar do tempo e com tanta mistura de culturas, a esfiha ganhou a versão fechada, criada pelos ocidentais, e foi incrementada com recheios variados, como queijo, frango, calabresa, escarola, requeijão e o zatar.

No Restaurante Abu-Zuz você pode experimentar diversos sabores das deliciosas esfihas, tanto abertas quanto fechadas. Você escolhe!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz).

Pão sírio

Pão Sírio

Imagine um pão sírio torradinho e crocante que acabou de sair do forno! E logo em seguida mergulhá-lo no homus, no antepasto ou no falafel… Mmm deu água na boca.

O pão árabe, ou “pita”, tem um formato arredondado e é feito de trigo, fermento, açúcar, azeite, gergelim e sal. Deve ser degustado com as mãos: é uma tradição árabe pegar com o pão sírio os legumes, as saladas, as iguarias e até as carnes.

É com o pão sírio que são feitos os deliciosos beirutes, kebabs e shawarmas, uma das receitas mais vendidas no Restaurante Abu-Zuz. Experimente!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz).

Coalhada: gostosa e saudável

Imagem

A Coalhada Seca ou fresca, em árabe Labne ou Laban, em geral é feita com leite de vaca, mas a produzida pelos caprinos tem um sabor mais marcante.  A culinária árabe usa a coalhada seca como complemento de muitos pratos, além do sabor que esse alimento acrescenta, há várias propriedades que melhoram a nossa saúde.

A coalhada ajuda no funcionamento intestinal proporcionando um maior equilíbrio e recuperação da flora. A coalhada é recomendada pra quem sofre de osteoporose e outras doenças causadas pela carência de cálcio. Vários estudos já concluíram que a longevidade dos povos dos Balcãs era resultado de uma dieta rica em leites fermentados.

———-

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

De olho na balança!

Tabule

Quem está de dieta não precisa ficar sempre no grelhado com salada, dá para apostar na culinária árabe e diversificar. O cardápio árabe é colorido, tem sabores e texturas variadas e traz benefícios para a saúde. A vantagem dessa cozinha para a dieta são os ingredientes naturais, frescos e variados. Nessa culinária há boas opções de cru, assado ou grelhado.

Quando for ao restaurante árabe prefira o kibe cru ou assado, babaganouche (pasta de berinjela), tabule, abobrinha recheada, charuto de repolho ou folha de uva. Estas escolhas vão garantir uma boa sintonia com a balança. Experimente!

———-

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)