A Lenda do Café

Reprodução - Restaurante Abuzuz

 

Corre uma lenda sobre as origens do café contando que, num dado momento do século II, na cidade de Kaffa, região da atual Etiópia, perturbado com o sumiço de algumas de suas cabras, Kaldi, um responsável pastor, resolve sair à procura do restante de seu rebanho. Qual não foi sua surpresa quando encontrou seus animais tomados por uma grande agitação. Conta-se que ele ficou intrigado com a vitalidade das cabras, que comiam folhas e frutos de um arbusto comum nas montanhas abissínias. Elas estavam saltitantes e conseguiam percorrer longas distâncias sem demonstrar sinais de cansaço ou qualquer outra reação.

Kaldi deduziu, então, que o que dera a grande energia a suas cabras fora aquela estranha e nova planta repleta de pequenos frutos vermelhos. Ele havia descoberto o valor estimulante do café. Para observar melhor, kaldi passou a alimentar o rebanho com os tais frutos vermelhos e, ao final de alguns dias, também quis experimentá-los.

O pastor gostou do efeito estimulante que os frutos proporcionaram. Sentiu-se alegre, bem disposto, e passou a mascar café todos os dias, principalmente para resistir ao sono das noites de oração. Ele contou sua descoberta para alguns monges do monastério local. Mas, como as reações não foram favoráveis, ele resolveu atear fogo aos frutos, convencido de que seus efeitos eram “obras do demônio”. O aroma exalado pelos frutos torrados nas chamas atraiu muitos curiosos, que estavam interessados em descobrir o que estava provocando aquele maravilhoso aroma no ar. Os monges, então, resolveram recolher os grãos de café das cinzas. Esmagaram tais grãos e realizaram sua imersão em água quente, para ver que tipo de bebida obteriam. Os monges logo descobriram que o preparado os mantinha acordados durante as rezas e períodos de meditação. Notícias dos maravilhosos poderes da bebida espalharam-se de mosteiro em mosteiro, e assim, aos poucos se espalharam por todo o mundo.

 

Venha saborear um delicioso café puro, com doces ou salgados no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Jogos da Copa com mais sabor!

Restaurante Abuzuz

Nos jogos da copa o lance, o drible e os gols ficam ainda mais animados quando reunimos a família e os amigos para juntos torcer, gritar, sofrer e comentar os melhores lances do jogo. Para acompanhar e celebrar esse encontro nada como saborear os deliciosos quitutes da culinária árabe. Entre as nossas sugestões estão as esfihas de carne, queijo, escarola, coalhada; kibes fritos; kibe assado; coxinhas; pão sírio com homus, babaganuj e coalhada seca. Para adoçar esse momento temos os doces árabes como folhados e ninhos pequenos de pistache, nozes e damascos. Faça seu pedido e deixe esse encontro ainda mais inesquecível. Para consultas e pedidos ligue 3315-9694.

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

Shawarma de carne ou frango?

Shawarma de carne e frango: porção e lanche no pão sírio

 

Pioneiro no restaurante Abuzuz e em São Paulo, o shawarma pode ser servido no prato, como aperitivo para acompanhar o Arak, tradicional bebida do Líbano com sabor de anis, (ou qualquer outra bebida alcoólica), ou em forma de lanche, no pão sírio. O shawarma é um lanche montado com lascas de frango ou carne bovina, assados em um espeto vertical e servido no pão sírio.

O segredo do shawarma está na marinada e no cozimento da carne que é colocada crua em um espeto vertical rotativo onde fica por várias horas para assar. Como ele gira, a carne é cozida por uma fonte de calor que está localizada atrás do espeto. Com uma faca grande e afiada a carne é cortada em lascas para montar o shawarma.

No shawarma de carne, adiciona-se molho de tahine (pasta feita de sementes de gergelim), conserva de pepino, tomate e salsinha picada com cebola e sumak (especiaria bastante utilizada na culinária do Oriente Médio).  Já o shawarma de frango é servido com pasta de alho e batata frita além do tomate, alface e conserva de pepino.

Venha experimentar essa delícia no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no

Instagram (@restauranteabuzuz)

Sejam bem-vindos!

veja

O Restaurante Abuzuz está pronto para receber turistas nacionais e internacionais que vão circular por nosso país no período da Copa do Mundo. Motivos para conhecer esse espaço gastronômico é que não faltam. Os pratos além de ter o sabor e a alma do oriente também mesclam com maestria ingredientes da culinária brasileira e árabe. Um bom exemplo é a feijoada de cordeiro.

O restaurante está localizado na zona leste, caminho do Itaquerão, onde acontecerão muitos jogos. De carro ou de trem o restaurante pode ser uma opção de passeio para quem desejar conhecer o bairro do Brás, o maior polo de confecção e moda do país, antes de um jogo. E celebrar esse momento com uma refeição inesquecível.  O restaurante além de pratos serve também deliciosos lanches no pão sírio, como o shawarma de carne ou frango, um grande sucesso da casa.

Além de um cardápio, os proprietários Pierre e Mari Moujaes, grandes anfitriões, falam inglês, francês e árabe, perfeito para quem quiser saborear os pratos e conhecer um pouco da preparação de cada um.

 

Para conhecer melhor o nosso cardápio acesse o site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

 

O que é um kafta?

Kafta - Restaurante Abuzuz

O kafta é uma espécie de bolo de carne que está presente na culinária de muitos países que surgiram do colapso do Império Otomano, incluindo ainda países da Ásia Central e do Cáucaso, dos Balcãs, a Turquia, o Irã, o Oriente Médio e o norte de África. O nome é uma variação da palavra persa kūfta, que significa bater e moer.

No Brasil, esse é um prato de grande sucesso nos restaurantes árabes. A kafta é preparada com carne moída, cebola, salsinha, sal e pimenta síria. Há várias maneiras de servir esse prato o que agrada bastante a diversos paladares. A kafta pode ser degustada crua, assada na brasa ou no forno.

No Restaurante Abuzuz dá para experimentar esse prato no michui de kafta, espeto assado na brasa, kafta ao forno, assada com batatas, tomate e cebola e servida com arroz cabelo de anjo e tem ainda o lanche de kafta, enrolado no pão sírio com homus, alface, tomate e conserva de pepino. O kafta pode ainda ser degustado no prato combinado como opção de proteína que o cliente monta do seu jeito. Em festas pode ser servido em mini porções com pasta de alho. Aliás essa é uma opção muito apreciada em eventos. Por ser uma iguaria, a kafta crua só é feita sob encomenda e deve ser consumida no mesmo dia.

Venha até o tradicional Restaurante Abu-Zuz, no Brás, e experimente o saboroso kafta! Você vai adorar!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

 

Que tal um drinque?

Arak - Restaurante Abuzuz

Reunir os amigos em volta da mesa para uma boa conversa é um prazer que pode ficar ainda mais agradável se você servir o arak. Essa é uma bebida bastante tradicional no Líbano, pronuncia-se árak, um destilado árabe de uvas, que também pode ser obtido de tâmaras, com infusão em anis. O arak é uma bebida transparente com graduação alcoólica de 45,9%vol, Sim, é uma bebida para os fortes.

Como surgiu?

As primeiras notícias que se tem dessa bebida é que ela foi produzida há quatro milhões de anos pelos egípcios que resolveram misturar as sementes de anis à aguardente de uva. Assim surgiu uma das bebidas mais populares do Oriente Médio (Líbano, Síria, Palestina, Jordânia, Iraque e Israel). O arak é envelhecido em potes de argila por 12 meses para depois ser engarrafado.

Como se bebe?

O arak deve ser misturado com água. Para compor esse drinque o ideal é usar um copo alto e adicionar 1/3 de arak e 2/3 de água com muito gelo. Após a mistura, o arak muda de cor e o drinque ganha uma nova tonalidade, se torna branco leitoso. Devido a essa alquimia a bebida é também conhecida por leite de leões ou leite de camelo.

O arak harmoniza muito bem com o mezzé, uma degustação de vários pratos da culinária árabe como: homus, babaganuche, chanclich, tabule, coalhada fresca com pepino, batatas com gergelim, cordeiro, fatuche, picles, azeitona, linguiça síria, fígado, miolo, quibe cru… tudo acompanhado pelo pão sírio.

Venha experimentar esse aperitivo no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no

Instagram (@restauranteabuzuz)

O verão pede refeições leves e nutritivas!

Restaurante Abuzuz

  O verão, uma das estações mais aguardada do ano, chegou registrando as mais altas temperaturas dos últimos 10 anos. Nesse calor escaldante o ideal é fazer refeições mais leves, saudáveis, ricas em nutrientes e de fácil digestão, por isso nessa época do ano evite alimentos gordurosos e frituras. Com o calor há uma diminuição da taxa metabólica basal, ou seja, o corpo gasta menos caloria e energia em relação às necessidades do inverno. Por isso devemos reduzir a quantidade calórica ingerida.  O cardápio da culinária árabe é perfeito para essa estação além de colorido é saudável e nutritivo.

O trio de pastas, homus, coalhada e babaganush, um clássico da culinária do oriente, além de delicioso é muito nutritivo.  O homus preparado com o grão de bico rico em proteínas e fibras tem ainda ferro, cálcio, potássio e vitaminas do complexo B. Já o valor nutritivo da coalhada proporciona o aumento da absorção de vitaminas do complexo B e cálcio pelo organismo. O babaganush que é preparado basicamente com berinjela é rico em fibras, sais minerais e vitaminas A, B1, B2 e C e tem ainda magnésio, zinco, potássio, cálcio, ferro e fósforo. O tahine, usado na receita do babaganush e do homus, é uma pasta feita de sementes de gergelim, que é rico em cálcio e ômega 3.

As carnes dessa culinária em geral são grelhadas ou assadas como o kafta e o kibe que pode ser consumido assado ou cru. Para acompanhar saladas como tabule ou fatuche que combinam muito bem com Kafta. Tem também a coalhada fresca com pepino , uma pontinha de alho triturado com sal e hortelã seco. Esse é um prato muito refrescante.  O kibe, além de ser uma fonte de proteína, tem também como ingrediente em seu preparo o trigo que é rico em fibras, magnésio, manganês e triptofanos. O kibe e a salada de tabule que possuem em seu preparo o trigo são boas fontes de carboidratos, proteínas, vitamina do complexo B, ferro, zinco.

Os sanduíches, como o shawarma, tem valores nutricionais importantes, pois são ricos em fibras e vitaminas. As esfihas, um item básico da culinária árabe, são assadas e tem fontes de carboidratos e proteínas.

Venha saborear as delícias dessa culinária que traz tantos benefícios para a saúde do seu corpo no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no

Instagram (@restauranteabuzuz)

Ceia de natal libanesa

Ceia de natal libanesa

 

No Líbano, apenas os cristãos comemoram a Festa do Natal. A ceia servida na noite do dia 24 de dezembro reúne familiares e amigos. Na mesa pratos do dia a dia ganham ingredientes mais sofisticados. O tradicional kibe é recheado com nozes e snoubar, também conhecido por aqui como pinole. O arroz marroquino é salpicado com pistache, amêndoas e snoubar. É com este arroz que o peru e o carneiro são recheados.  Na mesa potes de frutas secas como nozes, amêndoas, avelãs, uva passa, damascos, tâmaras secas, figos secos, castanhas portuguesas decoram a mesa que também recebe uma grande quantidade de frutas como uvas, pêssegos, ameixas, damascos e figos, que decoram arranjos maravilhosos. Os doces típicos desta noite natalina são o mahmul de tâmara ou de nozes. A massa desse doce é feita com manteiga, semolina, leite e um pouco de açúcar. O recheio de nozes é perfumado com água de flor de laranjeira. Outro doce que frequenta com glamour as mesas mais tradicionais é o buche de Noel, um bolo de chocolate no formato de um tronco coberto com chantilly decorado com bonequinhos de Papai-Noel.  Entre o aperitivo, jantar e sobremesa bom mesmo é estar com a família e os amigos reunidos em um clima de paz e harmonia.

Cada dia um novo sabor

Além do cardápio do restaurante servimos também uma seleção de pratos do dia. Todos os dias o Restaurante Abuzuz oferece um sabor diferente e exclusivo de receitas clássicas da culinária árabe.

Como temos muitos clientes que fazem compras no Brás, pensamos em colocar aqui os nossos pratos do dia, assim quem quiser degustar um prato especial pode programar sua próxima visita ao restaurante.

Kibe na bandeja acompanha coalhada fresca e salada oriental.
Kibe na bandeja acompanha coalhada fresca e salada oriental.

Segunda-feira

Feijão branco – ensopado com carne bovina, servido com arroz de aletria e verdura do dia.

Kibe na bandeja – acompanha coalhada fresca e salada oriental.

Picadinho de alcatra – acompanha arroz branco, feijão carioca, farofa e couve refogada.

Quiabo com carne acompanha arroz de aletria.
Quiabo com carne acompanha arroz de aletria.

Terça-Feira

Arroz marroquino com frango – acompanha coalhada fresca e salada oriental.

Filé a parmegiana – acompanha arroz e fritas ou legumes.

Quiabo com carne – acompanha arroz de aletria.

Fati de cordeiro - arroz, grão de bico, pão sírio torrado, carne de cordeiro, castanha de caju, coalhada fresca e alho.
Fati de cordeiro com arroz, grão de bico, pão sírio torrado, carne de cordeiro, castanha de caju, coalhada fresca e alho.

Quarta-feira

Arroz marroquino com cordeiro – acompanha coalhada fresca.

Fati de cordeiro – arroz, grão de bico, pão sírio torrado, carne de cordeiro, castanha de caju, coalhada fresca e alho.

Fati de frango – arroz, grão de bico, pão sírio torrado, frango,castanha de caju, coalhada fresca e alho.

Feijoada de cordeiro – arroz, feijão preto, carne seca, carne de cordeiro,carré de cordeiro, couve, farofa e linguiça síria.

Uzi de cordeiro – massa folhada recheada com arroz marroquino, carne de cordeiro e castanha de caju. Acompanha coalhada fresca.

Kafta ao forno com batata acompanha arroz de aletria.
Kafta ao forno com batata acompanha arroz de aletria.

Quinta-feira

Fati de frango – arroz, grão de bico, pão sírio torrado, frango,castanha de caju, coalhada fresca e alho.

Kafta ao forno com batata – acompanha arroz de aletria.

Mulukhieh – ensopado de verdura, acompanha carne, frango, arroz, pão sírio torrado e vinagrete.

Filé de peixe ao molho de camarão acompanha arroz branco e fritas ou legumes.
Filé de peixe ao molho de camarão acompanha arroz branco e fritas ou legumes.

Sexta-feira

Filé de pescada branca – frito ou grelhado, acompanha arroz, fritas e molho taratur e tajen.

Filé de peixe Abu-zuz – file coberto com tajen e assado. Acompanha arroz de aletria e fritas ou legumes.

Filé de peixe ao molho de camarão – acompanha arroz branco e fritas ou legumes.

Feijoada de cordeiro, arroz, feijão preto, carne seca, carne de cordeiro, carré de cordeiro, couve, farofa e linguiça síria.
Feijoada de cordeiro, arroz, feijão preto, carne seca, carne de cordeiro, carré de cordeiro, couve, farofa e linguiça síria.

Sábado

Arroz marroquino com cordeiro – acompanha coalhada fresca.

Fati de cordeiro – arroz, grão de bico, pão sírio torrado, carne de cordeiro,castanha de caju, coalhada fresca e alho.

Fati de frango – arroz, grão de bico, pão sírio torrado, frango,castanha de caju, coalhada fresca e alho.

Feijoada de cordeiro – arroz, feijão preto, carne seca, carne de cordeiro,carré de cordeiro, couve, farofa e linguiça síria.

Uzi de cordeiro – massa folhada recheada com arroz marroquino, carne de cordeiro e castanha de caju. Acompanha coalhada fresca.

 

Venha saborear nossas deliciosas receitas no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Feijoada de cordeiro

Feijoada de cordeiro do Restaurante Abuzuz

A feijoada é um prato brasileiríssimo, porém essa receita no Restaurante Abuzuz tem um toque especial da culinária árabe. As carnes oferecidas são de cordeiro, carne muito popular nos países do oriente médio. A feijoada de cordeiro é servida em um prato com arroz, farofa, couve refogada e carré de cordeiro e linguiça síria, uma das especialidades da casa, e em uma tigela de barro o caldo do feijão borbulhante vem com carne seca bovina e pernil de cordeiro.

Venha experimentar essa receita gourmet do prato mais tradicional do Brasil!

Toda quarta-feira e sábado, dias tradicionais para se saborear essa receita, esta delícia é oferecida no Restaurante Abu-Zuz!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)