Curiosidades da culinária libanesa

Kibe cru- Restaurante Abuzuz

 

O Líbano é um país com praias ensolaradas, montanhas cobertas de neve, e uma população hospitaleira que serve uma deliciosa culinária aromática e saudável.

A cozinha do Líbano é uma síntese da dieta mediterrânea, pois tem uma abundância de amidos, frutas, legumes, peixes frescos e frutos do mar; gorduras animais são consumidas com moderação. As aves são utilizadas com mais frequência que a carne vermelha, e quando a carne vermelha é usada, normalmente é o cordeiro. Nas receitas são muito utilizadas grandes quantidades de alho e azeite de oliva – não há uma só refeição no Líbano em que não se utilize um desses dois ingredientes. Na maioria das vezes os alimentos são grelhados, cozidos ou refogados em azeite de oliva; a manteiga é muito usada na culinária libanesa principalmente nos doces, que dá mais leveza e crocância. Os legumes são muitas vezes consumidos crus ou em conserva, ou cozidos. A culinária do Líbano utiliza muitas ervas, especiarias e o frescor dos ingredientes; a variedade de pratos e combinações são quase ilimitadas.

O prato nacional do Líbano é o kibe, antigamente, e em algumas aldeias ainda hoje a carne era amassada e batida num pilão com especiarias.  Mari Ambar Moujaes, proprietária do Restaurante Abuzuz, lembra que sua mãe sempre contou o quanto era árduo para as mulheres ter que fazer isso. O kibe pode ser preparado cru, assado ou frito. O kibe assado e o frito, no Líbano, são frequentemente degustados com um refrescante molho de iogurte.

Com a recente divulgação sobre os benefícios de saúde da cozinha mediterrânea, muitos brasileiros estão descobrindo e adotando a autêntica culinária libanesa.

Venha experimentar alguns desses sabores no Restaurante Abu-Zuz. Temos o rodízio que é uma forma de saborear um pouco de cada um desses sabores.  Estamos esperando por você!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Anúncios

Sejam bem-vindos!

veja

O Restaurante Abuzuz está pronto para receber turistas nacionais e internacionais que vão circular por nosso país no período da Copa do Mundo. Motivos para conhecer esse espaço gastronômico é que não faltam. Os pratos além de ter o sabor e a alma do oriente também mesclam com maestria ingredientes da culinária brasileira e árabe. Um bom exemplo é a feijoada de cordeiro.

O restaurante está localizado na zona leste, caminho do Itaquerão, onde acontecerão muitos jogos. De carro ou de trem o restaurante pode ser uma opção de passeio para quem desejar conhecer o bairro do Brás, o maior polo de confecção e moda do país, antes de um jogo. E celebrar esse momento com uma refeição inesquecível.  O restaurante além de pratos serve também deliciosos lanches no pão sírio, como o shawarma de carne ou frango, um grande sucesso da casa.

Além de um cardápio, os proprietários Pierre e Mari Moujaes, grandes anfitriões, falam inglês, francês e árabe, perfeito para quem quiser saborear os pratos e conhecer um pouco da preparação de cada um.

 

Para conhecer melhor o nosso cardápio acesse o site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

 

Ceia de natal libanesa

Ceia de natal libanesa

 

No Líbano, apenas os cristãos comemoram a Festa do Natal. A ceia servida na noite do dia 24 de dezembro reúne familiares e amigos. Na mesa pratos do dia a dia ganham ingredientes mais sofisticados. O tradicional kibe é recheado com nozes e snoubar, também conhecido por aqui como pinole. O arroz marroquino é salpicado com pistache, amêndoas e snoubar. É com este arroz que o peru e o carneiro são recheados.  Na mesa potes de frutas secas como nozes, amêndoas, avelãs, uva passa, damascos, tâmaras secas, figos secos, castanhas portuguesas decoram a mesa que também recebe uma grande quantidade de frutas como uvas, pêssegos, ameixas, damascos e figos, que decoram arranjos maravilhosos. Os doces típicos desta noite natalina são o mahmul de tâmara ou de nozes. A massa desse doce é feita com manteiga, semolina, leite e um pouco de açúcar. O recheio de nozes é perfumado com água de flor de laranjeira. Outro doce que frequenta com glamour as mesas mais tradicionais é o buche de Noel, um bolo de chocolate no formato de um tronco coberto com chantilly decorado com bonequinhos de Papai-Noel.  Entre o aperitivo, jantar e sobremesa bom mesmo é estar com a família e os amigos reunidos em um clima de paz e harmonia.

Cozinha Libanesa

Culinária Libanesa  Foto Guilherme Picarelli

A cozinha libanesa é bastante diversificada e possui especialidades próprias e adaptadas dos diferentes países ao seu redor. A dominação dos turcos otomanos incluiu nessa culinária pratos como Kebab (chauarma), charutos, abobrinha, berinjela recheada e até os doces folhados. O sabor desta gastronomia conquistou o ocidente.  A base são os cereais, legumes e arroz. Mas o grande sucesso está no tempero que privilegia a cebola, o alho, a salsa, o azeite e o limão, além das ervas e especiarias. A carne bovina é mais usada no Brasil, pois no Líbano a carne de carneiro ou cordeiro tem preferência. A tradição nas refeições libanesas está na variedade de pratos frios e quentes. Entre os pratos mais conhecidos das mesas ocidentais está o tabule, kibe (cru, frito ou assado), homus, babaganuj, coalhada, esfiha, kafta, shawarma, charuto de uva ou repolho. Entre as sobremesas mais populares estão o mahallebi e baklawa (massa folhada) com recheios de castanha, nozes, amêndoas ou pistache.

———-

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

O começo de tudo

Imagem

O restaurante Abuzuz foi fundado em 1989, pelo casal Pierre e Mari, que tinha como objetivo reunir a família no Brasil. O irmão de Pierre, Joseph Moujaes, experiente no ramo de hotelaria e entretenimento e sua esposa, uma cozinheira de mão cheia, vieram com os filhos, fugindo da guerra civil no Líbano.  Tanto que o nome do restaurante é uma homenagem ao irmão, Abuzuz é o apelido tradicional em árabe para Joseph.

Dez anos depois, uma situação mais calma em sua terra natal leva Joseph de volta ao Líbano. Os empreendedores originais do restaurante assumiram o Abuzuz, que ganhou uma culinária libanesa mais delicada, afável ao paladar brasileiro, porém tão tradicional quanto à cozinha exercida desde sua abertura.

O talento de Mari, grande conhecedora da gastronomia árabe, conquistou um público fiel da região, mas também passou a receber frequentadores de toda a cidade e reconhecimento da mídia especializada como um endereço certo para apreciar o melhor da culinária árabe tradicional.

Em 2007, o restaurante foi remodelado, ganhando um espaço confortável e acolhedor, e Cynthia, filha de Pierre e Mari, engenheira de alimentos pela Mauá e chef pela renomada Escola de Cozinha Wilma Kowesi, integra a equipe do Abuzuz.

A dedicação da família ao restaurante pode ser percebida na busca pela especiaria mais difícil de encontrar, passando pela qualidade exigida de seus fornecedores, para oferecer a melhor refeição a seus clientes. Sejam todos bem vindos!

————-

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)