Mantecal

Mantecal

Com este friozinho chegando, nada mais gostoso que um chá ou um café acompanhado de um mantecal crocante!

Feito à base de manteiga ou gordura vegetal, este delicioso biscoito árabe causa uma sensação única na hora de morder! Ele desmancha na boca e, quando acaba, você logo quer mais um!

O toque especial de um pedacinho de castanha de caju em cima ou um pingo de doce de goiaba completam o delicioso mantecal.

Passe no Restaurante Abu-Zuz e peça um café com mantecal… uma combinação perfeita!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Anúncios

Que tal um Tabule fresquinho?

 

Tabule

O tabule é uma típica salada da culinária sírio-libanesa que geralmente é degustada para abrir o apetite, como aperitivo antes das refeições.

O ingrediente predominante no tabule é a salsa picada. Na receita tradicional, adiciona-se o trigo, o tomate e a cebola.

No tempero, vai azeite, sal e limão. Ao tabule, dependendo da região, pode-se acrescentar folhas de alface ou repolho.

Você ainda não provou o Tabule do Restaurante Abu-Zuz? Então corra!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Que tal um espetinho de Kafta?

Kafta

A kafta ou cafta é um delícia típica da culinária árabe. Lembra um pouco almôndega, pela consistência, mas é um pouco mais firme. A Kafta pode ser servida no prato ou no espeto e aquele sabor especial vem do tempero que contém cominho, orégano, salsa, canela e até azeitona.

Mmmmmm, venha experimentar no Restaurante Abu-Zuz o Araes, um lanche com kafta crua, cebola e tomate na chapa, ou espeto de kafta, e ainda os combinados. Você não sabe o que está perdendo!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

O saboroso grão-de-bico

Grão-de-Bico

 

Este delicioso ingrediente é muito usado na culinária libanesa. Rico em proteínas e vitamina B, o grão-de-bico também ajuda no funcionamento correto do intestino.

Na comida árabe, você pode experimentar diversas iguarias feitas com grão-de-bico, por exemplo, o faláfel. Aquele delicioso bolinho frito e crocante que alguns chamam de “acarajé do Oriente Médio”, pois, assim como a iguaria baiana, pode ser recheado também, só que com homus (também de grão-de-bico), tahine (pasta de gergelim) e uma bela salada!

O que você está esperando para experimentar estas delícias no Restaurante Abu-Zuz?

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

Texto publicado na Folha de São Paulo no caderno Comida

O FAMINTO

Comida sem frescura

Novas delícias em velhos lugares

ANDRÉ BARCINSKI

Espero que o sanduíche de miolo não fique com ciúme, mas a linguiça síria com ovo virou minha favorita

Descobrir novos restaurantes é um dos grandes prazeres da vida. Nada como achar um lugar novo e inexplorado, daqueles que você conta aos amigos com entusiasmo e vira freguês.

Quase tão bom é descobrir pratos em restaurantes que você já conhece. A reação é sempre a mesma: “Por que nunca pedi isso antes?”.

Experimentei uma dessas descobertas há poucas semanas, quando retornei ao Abu-Zuz (r. Miller, 622, Brás, tel. 11/xx/3315-9694), um de meus restaurantes libaneses prediletos em São Paulo.

Localizado no Brás, o Abu-Zuz só abre para almoço e serve uma iguaria capaz de me fazer correr ao bairro sem me importar com a distância: o sanduíche de miolo. Trata-se de um shawarma de pão sírio com miolo cozido, salsinha, pasta de alho, pepino em conserva e tomate. Custa R$ 12 e vale um almoço.

Para o cliente, o problema de ter uma opção tão tentadora no cardápio, especialmente uma com miolo, item cada vez mais raro na cidade, é que você acaba não testando o

resto dos pratos. Por sorte, o amigo com quem fui ao Abu-Zuz pediu um prato inédito para mim: a linguiça síria com ovo.

Espero que o sanduíche de miolo não fique com ciúme, mas esse prato virou meu favorito. Vem numa travessa estalando, serve duas pessoas e custa R$ 30 (ou R$ 19 a porção individual). Experimente comer os ovos com linguiça em cima de um pão sírio crocante, com azeite. Uma delícia.

Para quem vai ao Abu-Zuz pela primeira vez, sugiro ir aos sábados, quando o movimento é mais tranquilo, e as famílias libanesas matam a saudade da comida da terrinha. Em dias de semana, o local fica lotado de gente comendo quibes e esfihas, sempre ótimos.

No sábado em que fui, um dos donos do Abu-Zuz, o simpático sr. Pierre, conversava com uma família numerosa, que contava com várias gerações de famintos, de crianças a idosos que pareciam ter mais de 90 anos. Um clima muito hospitaleiro e familiar.

Esfiha de Zatar!

Esfiha Zatar

A maioria de nós conhece (e adora) as esfihas mais comuns: de carne, queijo, calabresa, escarola. Quando elas estão ali expostas na vitrine, dá água na boca.

Mas do que é feita aquela esfiha que tem um recheio diferente? Mais escuro. Só nos verdadeiros restaurantes árabes você vai encontrar a tradicional esfiha de zatar (ou za’atar, zaatar, zattar).

O zatar é um tempero muito parecido com o tomilho, no sabor, e é composto por pimenta, sumagre e gergelim e alfafa. O sabor é forte e picante.

No Líbano e na Síria, é comum as pessoas misturarem zatar e azeite em uma tigela e molharem pão, um petisco típico do café da manhã. E é por isso que no Restaurante Abu-Zuz, a esfiha de zatar é servida até às 11h, com uma rodela de tomate e um fio de azeite.

Se você adora explorar novos paladares, experimente!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz)

 

A história da esfiha

Esfiha

Você sabia que a esfiha era nada mais que um pão coberto com carne, tradicionalmente de carneiro, e cebola? Isso foi há muitos anos na Síria e no Líbano, e daí nasceu a ideia da esfiha aberta, aquela famosa massinha redonda parecida com uma pizza.

Os imigrantes árabes espalharam esta delícia pelos outros países do Oriente Médio, chegando até o Ocidente e, claro, ao Brasil, onde é muito popular.

Com o passar do tempo e com tanta mistura de culturas, a esfiha ganhou a versão fechada, criada pelos ocidentais, e foi incrementada com recheios variados, como queijo, frango, calabresa, escarola, requeijão e o zatar.

No Restaurante Abu-Zuz você pode experimentar diversos sabores das deliciosas esfihas, tanto abertas quanto fechadas. Você escolhe!

Visite nosso site.

Curta nossa fan Page.

Siga-nos no Twitter e no Instagram (@restauranteabuzuz).